Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018

Logo
Logo
Sexta-Feira, 12 de Janeiro de 2018
POR: Equipe Valle
Médico do Tocantins suspeito de matar ex-esposa é preso, em Goiás
Policia

O médico Álvaro Ferreira Silva foi preso na noite desta quinta-feira (11), em Anápolis, suspeito de matar sua ex-mulher, Danielle Christina, em Palmas, no Tocantins. Segundo informações da Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 17 de dezembro de 2017 e, desde então, o homem estava foragido.

O delegado Vander Coelho, do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis, explicou que após a morte de Danielle, Álvaro era o principal suspeito, contudo ele fugiu de Palmas um dia depois do crime. “A Polícia Civil do Tocantins iniciou as investigações e constatou que ele teria ido para Campinas, em São Paulo. Algum tempo depois a Delegacia de Investigações Criminais (Deic) foi acionada e nos procurou pois havia informações de que ele estaria aqui”, conta.

Álvaro era considerado foragido desde o último dia 18 de dezembro, quando o corpo de Danielle foi encontrado na casa dela, em Palmas. Segundo a Polícia Civil, o médico foi considerado suspeito pois já havia agredido a ex-mulher e ameaçado matá-la. Ele, inclusive, já havia sido preso por esse motivo e foi solto no dia 17 de dezembro.

Ainda de acordo com a PC, no dia seguinte, o advogado da mulher, Edson Monteiro de Oliveira Neto, após não conseguir contato com a cliente, chamou a polícia, que encontrou o corpo de Danielle. Com informações das delegacias do Tocantins e de São Paulo, policiais do GIH e a Deic encontraram Álvaro em um shopping de Anápolis e efetuaram a prisão.

Vander explicou que ao ser preso, o suspeito afirmou que estava sendo detido por um crime que não cometeu. O delegado esclareceu que as investigações e a conclusão do inquérito acerca da morte de Danielle estão a cargo da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa do Tocantins (DHPP).

Na manhã desta sexta-feira, policiais da DHPP estiveram em Anápolis para buscar Álvaro e levá-lo de volta para Palmas.